terça-feira, 10 de abril de 2012

Envelhecimento e Sexualidade

A sexualidade está presente na nossa vida desde o nascimento. A cavidade oral, o controle esfincteriano e, posteriormente, a inveja em relação ao órgão sexual de meninos e meninas se configuram nas primeiras sensações relacionadas ao prazer e sexualidade sentidas na infância. 
A forma como cada pessoa lida com a sua sexualidade ao longo da vida influenciará de forma significativa no comportamento sexual e na busca de prazer na velhice. A maneira como lidamos ou percebemos o envelhecimento e a nossa própria condição enquanto velhos, refletirá positiva ou negativamente nesse processo.
O ambiente sócio-cultural, o papel da família, da mídia, dos grupos de amizade na terceira idade, a forma como cada casal lida com as mudanças sexuais naturais com a idade, a forma como homem e mulher se enxergam na condição de velhos, as alterações fisiológicas naturais do organismo, ou até mesmo a condição de saúde do indivíduo são alguns dos pontos que podem ser essenciais para uma atividade sexual ativa ou não na terceira idade.


Sentimento da mulher em relação ao processo de envelhecimento:

- Perda da feminilidade
- Vergonha do corpo que envelheceu
- Medo do ridículo
- Medo de não conseguir lubrificar
- Incontinência urinária
Dentre as disfunções mais comuns nas mulheres, temos:
- Perda do desejo sexual
- Dificuldade de lubrificação vaginal
- Anorgasmia (ausência de orgasmo)
- Dispareunia (dor à penetração)


Sentimento do homem em relação ao processo de envelhecimento:

- Acha que é o responsável pelo prazer da mulher
- Associa sexualidade apenas com o órgão sexual
- Temor do desempenho etc.
Dentre as disfunções mais comuns nos homens, temos:
- Dificuldade de ereção, que pode ser provocada por 3 fatores:
  •  Orgânico, como por exemplo o diabetes;
  • Psicológico, como a viuvez ou;
  • Situacional, como uma cirurgia de próstata.
- Ejaculação precoce
- Ejaculação retardada etc.

Nenhum comentário:

Postar um comentário